Portal da Cidade Caarapó

Preço alto

Gasolina ultrapassa os R$ 5 e consumidor opta pelo etanol

Constantes reajustes e valores dos impostos elevam o valor da gasolina. Em Dourados, valor do etanol fica em R$ 3,83 e aumento no consumo já é notado

Postado em 21/02/2021 às 15:56 |

(Foto: Dourados Agora)

Apenas nos dois primeiros meses de 2021 o preço da gasolina sofreu dois reajustes, totalizando um aumento de 13,4%. Em Dourados o valor médio fica em torno de R$5 e, pra não ficar a pé, o consumidor já fez as contas e optou por abastecer com o etanol.

Nos últimos quinze dias o valor médio do etanol, em Dourados, se manteve em R$3,83, uma diferença de mais de 70% para a gasolina, com isso o aumento no consumo já pode ser notado nos postos da cidade. "A estimativa de venda do etanol é de um crescimento em 11%, só em fevereiro. Considerando que não é um mês bom para comparações, visto que dezembro o movimento é maior do que janeiro." Conta José Xavier, proprietário de um posto na região central de Dourados.

Apesar do aumento na procura por etanol, as constantes altas no preço do combustível já afetaram o consumo no posto. "Essa mudança causa grande impacto e ainda temos que enfrentar uma concorrência desleal, onde muitos não colocam o valor que daria para trabalhar e pagar as despesas da empresa. Sem contar os impostos, taxas, alvarás e licenças.", afirma o comerciante.

Até o momento a Petrobras está ofertando o litro da gasolina a R$2,25. Vale lembrar que esse é o valor de venda aos postos, que até chegar ao consumidor tem o reajuste de diversos impostos estaduais e federais.

Possíveis mudanças

Uma medida proposta pelo governo federal pretende unificar a alíquota do Imposto de sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível. Se aprovado pelo Congresso, o Projeto de Lei vai garantir que o valor do ICMS seja o mesmo para todos os estados, diminuindo o valor final pago pelo consumidor e a diferença no preço para outros estados.

Atualmente a variação do ICMS sobre a gasolina varia entra 25% e 34%. Segundo tabela do PMPF, Mato Grosso do Sul é o 7º estado com a gasolina mais cara em todo o país.

No ano passado a arrecadação do ICMS sobre combustíveis rendeu mais de R$2,7 bilhões aos cofres estaduais.

"Essa variação é ruim tanto para o consumidor, quanto para o comerciante. Com essa medida estamos esperançosos para que logo possamos ter um valor mais justo no combustível.", disse Edson Lazaroto, gerente executivo do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis (Sinpetro MS).

Etanol deve aumentar

Ainda segundo Lazaroto, o consumo do etanol no estado teve um crescimento de cerca de 39%, mas nos próximos dias o consumidor deve sentir um leve aumento no preço do combustível. Com o período de entressafra da cana-de-açúcar, os produtores devem procurar um equilíbrio entre oferta e demanda, com isso é natural um reajuste no preço final do produto. Apesar do aumento, o etanol ainda continua sendo a opção mais rentável ao consumidor.

Fonte:

Receba as notícias de Caarapó no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário